video bokep indonesia indobokep videobokeper videongentot videomesum entotin bokepindonesia videopornoindonesia bokeper bokepsmu filmbokepindonesia filmbokep indobokep bokep indonesia videobokepindo informasiku ngeliker cipoker sukapoker indoagenqq mainjudi mejajudi agenqq
Estudos

54. O Primeiro Símbolo de Apocalipse 13

Descreva a primeira besta de Apocalipse 13.

“E a besta que vi era semelhante ao leopardo, e os seus pés como os de urso, e a sua boca como a de leão; e o dragão deu-lhe o seu poder, e o seu trono, e grande poderio”; Apocalipse 13:2.

NOTA. – O leopardo de Daniel 7 representava a Grécia (verso 6); o urso, Media e Pérsia (verso 5); e o leão, Babilônia (verso 4). As características de todos estes animais são encontradas na besta de Apocalipse 13, o que mostra que ela estenderia seu território sobre todos os países ocupados por estes reinos. O governo Romano absorveu todos estes países, e reinou sobre eles. Outras comparações mostram que a primeira besta de Apocalipse 13 é o papado, o qual controlou os governos destes países em virtude de seu poder eclesiástico.

De que foi o papado concebido?

“Ninguém, de maneira alguma, vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição”. 2 Tessalonicenses 2:3.

No que foi mostrada a primeira evidência tangível da “apostasia” da verdade de Deus?

A adoção dos ritos e costumes pagãos. “Os bispos aumentaram o número de ritos religiosos na adoração Cristã, como forma de acomodar as contendas e enfermidade de ambos, Judeus e pagãos, para facilitar a conversão para o Cristianismo… Para este propósito, eles deram o nome de mistérios às instituições do evangelho, e particularmente condecoraram o santo sacramento com aquele solene título. Eles introduziram o uso, nesta sagrada instituição, assim como também no batismo, diversos termos empregados nos mistérios pagãos, e foram tão longe, em distância, até adotar mesmo algumas da cerimônias nas quais aqueles renomados mistérios consistem.” Maclaine’s Mosheim, cent. 2, parte 2, cap. 4, parágrafos 2, 5.

Desde quando foi esta tendência manifesta?

“Esta imitação iniciou-se nas províncias do leste; mas, depois do tempo de Adrian (imperador de 117-138 D.C.), que foi o primeiro a introduzir os mistérios entre os Latinos, foi seguida pelos Cristãos que habitavam nas partes do oeste do império.”Ibid. parágrafo 5.

Qual tem sido a grande característica do papado?

Uma união da igreja com o estado, ou o poder religioso dominando o poder civil para favorecer eles mesmos no fim.

Quando foi formada a união da igreja e do estado, da qual cresceu o papado?

No reinado de Constantino, 312-337D.C.

Qual era a condição e obra da maioria dos bispos daquele tempo?

“Bispos com mentes mundanas, em lugar de cuidar pela salvação de seus rebanhos, eram freqüentemente inclinados demais a viajar e envolver-se em atividades mundanas”. Neander’s History of the Christian Religion and Church, traduzido por Prof. Torrey, vol. 2, página 16

O que os bispos se determinaram a fazer?

“Esta teoria teocrática era já a mais prevalente no tempo de Constantino; e… os bispos voluntariamente fizeram a si mesmos dependentes dele para suas disputas, e para sua determinação de usar o poder do estado para o cumprimento de seus propósitos”.Ibid. Página 132.

NOTA. – A “teoria teocrática” era a de um governo administrado diretamente pelo poder de Deus.

Como foi o desenvolvimento desta teoria entre os bispos Romanos?

“Ninguém, de maneira alguma, vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora, de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus”. 2 Tessalonicenses 2:3,4.

Quando e por quem foi o Concílio de Nicéia realizado?

Pelo Imperador Constantino, em 325D.C.

Sob que autoridade foram seus decretos publicados?

“Os decretos… foram publicados sob a autoridade imperial, e assim obtêm uma importância política”. Torrey’s Neander, vol. 2, página 133.

Qual era um dos principais objetivos em chamar o conselho?

“A questão relativa à observância da Páscoa a qual era agitada na época de Anicetus e Policarpo, e após isto na época de Victor, estava ainda indefinida. Era uma das principais razões para o Convocar-se o concílio de Nicéia, sendo que o tema mais importante para ser considerado era a controvérsia de Ário.”Boyle’s Historical View of the Council of Nice, página 22, ed. De 1839.

Qual era a questão em particular concernente a Páscoa?

“Parece que as igrejas da Syria e Mesopotâmia continuaram a seguir o costume dos Judeus, e celebraram Ester no décimo quarto dia da lua, caísse em um domingo ou não. Todas as outras igrejas observavam aquela solenidade somente no domingo, as de Roma, Itália, África, Lídia, Egito, Espanha, Gália e Bretanha.”Idib.

Como ficou o assunto finalmente decidido?

“O dia de Páscoa foi fixado no Domingo que se segue imediatamente à lua nova mais próxima do equinócio de vernal”. Idib. Página 23

Nesta carta para as igrejas, ordenando a observância deste decreto, qual foi a razão singular que Constantino assinalou para sua observância?

“Não tenhamos então nada em comum com a mais hostil multidão dos Judeus”. Ibid. página 52

O que Sylvestre, bispo de Roma durante o reinado de Constantino, fez por sua autoridade “apostólica”, e com a aprovação de Constantino?

“Ele ainda mudou os nomes de todos os dias da semana, convertendo-os em dias festivos; como Polydorus menciona no livro 6, cap. 5. Metaphrastes, entretanto, relata que ele reteve os nomes dos dias familiares aos Hebreus; mas o nome do primeiro dia somente foi mudado, o que ele chamou dia do Senhor.” História Eclesiástica per M. Ludovicum Lucium, cent. 4, cap. 10, páginas 739, 740, ed. Basiléia, 1624. Biblioteca do Seminário Teológico de Andover.

O que foi decretado pelo Concílio de Laodicéia em 364D.C.?

Que as igrejas deveriam guardar o Domingo, e que se persistissem em descansar no Sábado, “sejam amaldiçoados”. Ver Andrew’s History of the Sabbath, página 362.

Que petição foi feita para o imperador por uma convenção da igreja, em 401D.C.?

“Que as apresentações públicas fossem transferidas do Domingo Cristão, e dos dias de festas, para outros dias da semana”. Neander, vol. 2, página 300.

Qual era o objetivo destas leis de estado?

“Para que o dia possa ser devotado para propósitos de devoção com menos interrupções”. “Para que a devoção dos fiéis pudesse estar livre de todo distúrbio”. Idib. páginas 297, 301.

Como era sua “devoção”perturbada?

“Professores de igrejas… eram, em verdade, freqüentemente forçados a reclamar que os teatros eram vastamente mais freqüentados que a igreja”. Ibid. página 300.

Quando a igreja tinha tinha recebido a ajuda do estado para seu crescimento, o que mais ela exigiu?

Que o poder civil fosse exercido para compelir homens a servirem a Deus como a igreja o ditasse.

O que ensinou Agostinho, o pai desta teoria, concernente a isto?

“Quem duvida que é melhor ser conduzido para Deus para instrução, que pelo medo de punição ou aflição? Mas, porque o primeiro, que será guiado somente pela instrução, é melhor, os outros não devem ainda serem negligenciados… Mas muitos, como servos maus, devem freqüentemente ser reclamados para seu mestre pelo cetro do sofrimento temporal, para onde podem atingir seu máximo estado de desenvolvimento religioso.” Ibid. páginas 214, 215.

Qual é a conclusão de Neander, concernente a isto?

“Foi por Agostino, então, que a teoria foi proposta e fundada, a qual, temperada como estava, em sua aplicação prática, pelo seu próprio espírito pio e filantrópico, não obstante continha o germe de todo aquele sistema de despotismo spiritual, de intolerância e perseguição, o qual resultou nos tribunais da inquisição”. Ibid., página 217
NOTA. – Foi assim que a união de igreja e estado foi formada, a partir da qual foi desenvolvida “a besta” (papado), o qual fez “guerra contra os santos” e os vencia.